quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FUGA AO TEMPO NUM TEMPO ESPERADO…



Conto V



…Seus olhos castanhos mostravam uma nostálgia profunda. Onde se conseguia ver na transparencia da alma que já nada lhe importava. Já nada fazia sentido. Onde o castanho amendoado era um mar de incertezas, que a inundava muitas vezes na ondulação das lágrimas de um mar salgado, habitado por sensações que a queriam submergir.


Cada amanhecer contrariava a vontade que tinha de não abrir mais os olhos. Vislumbrar o mundo de longe e pensar que já não fazia parte dele.

Mas não era assim... por enquanto.
Ainda fazia parte dele apesar de as vezes desejar que assim não fosse.

Ainda assim olhou o presente que estava em cima da mesa da sala.
Pensou que talvez se o deixasse fechado para sempre, seria como se a tristeza ficasse trancada lá dentro.
O passado ficaria ali.
Pensou que se o abri-se talvez tudo fosse igual.
A tristeza não acabaria, o futuro uma incerteza seria. Mas o relógio do tempo sem tempo não pararia.

E mesmo assim, sabendo o que iria encontrar lá dentro, tirou-lhe o laço enquanto fechava os olhos e desejava baixinho-" Deus, faz com que desta vez seja diferente".

Queria tanto ter a certeza do seu amanhã, como tinha a ceteza do que estava ali dentro.
Um presente cheio de nada…


Como tantos outros…


By me
Isa
29/12/2010

FUGA AO TEMPO NUM TEMPO ESPERADO…

Conto IV


… Subiu lentamente as escadas cansada de mais um dia de trabalho. Abriu a porta, acendeu a luz e a primeira coisa que faz é descalçar os sapatos de salto alto, que hoje quase a matavam. Sentir o frio do chão lhe trás alivio.

Larga a carteira no cadeirão da entrada, e segue rumo ao quarto, enquanto vai acendendo as luzes por onde vai passando, como se cada luz lhe alumiasse a alma.

Despe-se, e deixa-se andar nua pela casa, passa no banheiro e coloca a água a correr na banheira., faltava algo, olha á volta e “ mereço um banho de espuma relaxante” pensou ela enquanto escolhia um gel de entre vários que estavam ao fundo da banheira. Coloca uma quantidade abundante, queria fazer muita espuma.



Enquanto a água corre, ela vai até a sala , escolhe uma toalha bonita, vermelha com bordados dourados a toda a volta, coloca-a na mesa, seguem-se duas velas altas uma dourada outra vermelha, ajeitou-as a sua direita, olhou, inclinou a cabeça e não gostou, colocou-as do lado esquerdo, e o efeito foi mais agradável.

Correu ao banheiro ver a água, ainda faltava um pouco, voltou para acabar de compor a mesa para o jantar importante dessa noite. Depois dos pratos, talheres, copos, colocados com mestria e muita classe, achou que a mesa estava bonita, digna de um jantar especial. Antes de Seguir para o seu banho, passou pela cozinha e ligou o forno, onde previamente tinha deixado um peru assado, apenas faltava finalizar para que estivesse pronto a servir.



Rápido, tinha 45m, correu e deixou-se deslizar na água, sentindo o prazer que lhe dava o contacto com a água quente. A espuma cobriu-a completamente, o perfume era agradável, fechou os olhos enquanto suas mãos percorriam o seu corpo, sentindo a maciez da pele aveludada que ela tinha. E sentiu prazer nesse toque, e sentiu o desejo aflorar-lhe os sentidos. E a saudade veio-lhe á memória, saudade de amar e se acariciou na vontade que teve.



Já de banho tomado, perfumada, veste-se para arrasar, queria seduzir. Vestido preto, decote baixo, que lhe deixava ver o inicio de uns seios bonitos. Meias pretas, sapato de verniz salto alto. Olha-se ao espelho, termina os retoques de maquilhagem, queria estar perfeita para o momento. Olhos longos, doces e profundos. Boca sensual, rosada brilhante pelo baton suave que ela usa. Estava pronta, Mas antes ainda coloca duas gotas do seu perfume preferido há muitos anos. Forte, quente e doce…Ópium…seu perfume de eleição desde sempre. Sabia que não passava despercebida quando o usava, sentia muitas cabeças voltarem-se quando passava.

Agora sim estava pronta.

Colocou o peru na mesa, um bom vinho, sem faltar o champanhe que já tinha no frapé…olhou verificando se faltava alguma coisa, e sentou-se.

Serviu-se de um flute de champanhe, fez um brinde a ela própria. Á sua solidão…

“ao meu jantar especial…a mim”

Desejou ela…pois era noite de Natal.

NATAL de 2011



By me
Isa
25/12/2010

sábado, 25 de dezembro de 2010

FUGA AO TEMPO NUM TEMPO ESPERADO…

                                                                       Conto III

...Saíu para a rua com ar de conquistadora, sentiu o ar frio que lhe gelou o nariz, instintivamente subiu o cachecol mais para cima.

Enquanto calçava as luvas de pele preta que adora. Olhou para cima e viu o olhar do vizinho guloso que a devorava de alto abaixo,

fingiu mais uma vez nada ver e entrou no carro. Arrancou sem pressa, mentalmente pensava "ok, e agora onde vou?"

Avançando sem destino, tentava ter uma ideia fabulosa que lhe desse prazer. Estava difícil, não tinha por hábito sair muito, e as ideias

fabulosas estavam murchas.

A marcha era lenta para lhe dar tempo de pensar. Colocou o CD preferido de Skunk Anansie ,mas rápido percebeu não ser boa ideia.

" ok, vamos mudar esta coisa para animar" pensou enquanto colocava U2. Bem, a cara iluminou-se, não pela música , mas por ver onde

tinha ido ter sem pensar...à praia.

Estacionou, e saíu para sentir a brisa que lhe batia na cara trazendo o cheiro da maresia.

Olhando o horizonte, sentiu vontade de caminhar na areia, estava só, inconscientemente tinha fugido das confusões dos grandes centros

a que está habituada mas que detesta.

Fechou os olhos, respirou fundo, sentou-se na areia depois de poucos passos dar .Deixou-se envolver pelo borbulhar das ondas que vinham

até bem perto dela.

A ideia era relaxar, mas mil um coisa atravessava-lhe o pensamento, os sonhos passados, o presente e o futuro, sim, esse a preocupava demais.

Abriu os olhos e duas lágrimas correram de mansinho pela face abaixo...caíu em si..e deu-se conta que estar só não é assim tão bom

ás vezes. Que ás vezes faz falta neste silêncio todo. o bater de um outro coração onde encostar a cabeça, e sentir a paz de um carinho,

a carícia de um mimo, um entrelaçar de dedos, um beijo de mansinho...

"M erda, estou sózinha. Ninguém me ama" gritava cada lágrima ao cair na areia, enquanto o ar de conquistadora se desvanecia, para dar lugar

a uma menina/mulher assustada com a sua fragilidade perante o futuro que tentava advinhar...

Mas esse, quem sabe? ...

By me

Isa

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

FUGA AO TEMPO NUM TEMPO ESPERADO…

Conto II

O dia amanheceu cinzento, parecia que sentia a tristeza dela .

Hoje, não lhe apetecia fazer nada. Levantou-se, tinha todo o tempo do mundo. Calçou os chinelos

cor-de-rosa, até a cor que ela tanto gostava hoje não a alegrava. Ligou o chuveiro, deixando aquecer,

detestava água fria. Olhou-se no espelho enquanto colocava a pasta dentrifica na escova de dentes,

passou-a com fúria nos dentes como se isso lhe resolvesse alguma coisa que não estava bem,esquerda,direita.baixo,cima,

levou água á boca e bochechou. Olhou-se de novo no espelho e sorriu para quem lhe sorria, balbuciou " és uma chata , anima-te".

Acreditando que um bom banho a animava , deixou-se ficar muito tempo sentindo a água correr pelo corpo abaixo. Sentiu cada

gota que lhe escorria o no corpo ,mentalmente segui-lhes o trajecto até aos pés. Desejou que esse caminho fosse percorrido

pelas mãos de alguém que não lhe sai da cabeça últimamente.

Ainda não foi desta, talvez o café ajude e uma boa torrada. Estava impaciente, sentia a falta de algo.

O som de uma mensagem chega-lhe aos ouvidos como música.Corre , desejando que seja o que espera, e lê " Posso ligar? "

rápidamente como se a felicidade do mundo dependesse disso , responde " sim".

O coração acelarou , esboçou um sorriso olhando o telemóvel enquanto esperava que este tocasse.Tocou...rápidamente atendeu

necessitava urgentemente ouvir aquela voz que lhe aquecia a alma , e outras coisas mais pensava ela sorrindo .

E ouviu a voz de longe que chegou, "Olá".

Bastou, o sol brilhou dentro dela, e sentiu-se feliz muito feliz .

Descobriu o que lhe faltava para tornar o seu dia mais feliz...

Era aquela voz que lhe faltava ouvir no seu dia, ....


By me
Isa
19/12/2010

FUGA AO TEMPO NUM TEMPO ESPERADO…


Conto I

Ainda estava muito presente a lembrança da última vez que estiveram juntos, e a saudade que deixou inesperadamente

a fez deseja-lo sempre que se lembrava dele.

Enquanto o comboio se aproximava da estação , era cada vez mais evidente o nervosismo que se apoderava dela, como se

fosse a primeira vez que tal acontecia.

Desta vez, ela sabia o que a esperava, e não receava. Apenas o nervoso era de um desejo imenso de fazer amor com ele.

Chegou, desceu e logo o viu, sentiu o coração descompassado enquanto se aproximava. Os olhares se cruzaram e disseram tudo.

Vontade que ambos tinham de se tomarem ali mesmo. Num beijo molhado, onde as linguas mataram as saudades sugando o desejo

que subia por eles acima , as mãos se entrelaçavam , os corpos se apertavam...de repente se deram conta que não era o sitio ideal.

Sem ser necessário mais palavras, sabiam o que queriam, onde ir.

Ele apenas lhe perguntou " estás bem?" , " estou, adoro-te sabias?" respondeu ela olhando-o bem fundo nos seus olhos castanhos, tentando

ler que o desejo dele é igual ao dela.

Apenas sairam em silêncio da estação , fugiram para se amar... era urgente.


By me
Isa
19/12/2010

Tenho pouco tempo...



Vontade de rasgar o pranto que me inunda a alma, matar a tristeza que nasce e morre em mim. Gritar na solidão da noite mais escura, o silêncio das lágrimas que quero derramar.

Hoje, quero me afundar nos pensamentos solitários que me vergam a alegria, abandonar a alma no fundo da melancolia.

Deixar-me levar nas ondas furiosas de um turbilhão de lágrimas cansadas mas insistentes, negando-me a nadar contra a maré ,porque as forças ás vezes são nulas.

Hoje quero o abandono da alegria que se esqueceu de mim , vou esquecer-me dela também.

Clarear o sorriso amarelo, que esconde o que não quer falar...

Entendo que nem todos os sonhos acontecem ...

Vou pontapear a pedra que se atravessa no meu caminho, olhar um mar de pedras que tenho pela frente e desejar pontapea-las todas de uma vez só...

tenho pouco tempo.

By me
Isa
15/12/2010

sábado, 18 de dezembro de 2010

Transparências de Alma....

Gosto de um carinho no rosto que me afaga a tristeza...


Gosto de um sorriso que me ilumina o dia ...

Gosto do teu olhar que me provoca...

Gosto do abraço apertado apenas escutando o coração...

Gosto da caricia que a tua voz me faz...

Gosto da palavra amiga que me faz transpor barreiras...

Gosto do beijo de surpresa no canto da boca...

Gosto de uma flor como se fosse um diamante que me dessem ...

Gosto...

Gosto da boca...

Gosto do beijo sensual sem pressa que nos acelera os batimentos...

Gosto dos olhos...

Gostos das mãos que me acariciam em todos os momentos...

Gosto de toda a simplicidade...

Gosto de requinte...

Gosto de sedução...

Gosto de escutar o meu silêncio...

Gosto da verdade...

Gosto dos amigos de verdade...

Gosto de uma boa conversa que nos faz esquecer o tempo...

Gosto poesia...

Gosto de música romântica...

Gosto da cor roxa...

Gosto de um homem perfumado...

Gosto de perfume sensual...



O que gosto me preenche ...o que não gosto me consome...



Não gosto da lágrima que cai mais vezes do que queria...

Não gosto da tristeza de uma cara fechada...

Não gosto de despedidas anunciando tristezas...

Não gosto dos anos que passam a correr...

Não gosto dos kilos que teimam em aparecer...

Não gosto de palavras asperas que me ferem a alma

Não gosto do Natal...

Não gosto de pessoas hipocritas que visam só o seu bem estar...

Não gosto de mentiras...

Não gosto de falta de classe...

Não gosto da sensação do beijo que ficou por dar...

Não gosto de barulho...

Não gosto da surpresa que não me fazem...



Apenas eu ...

Desnudando a Alma na transparência de um sentir que embarga a voz ...



By me

Isa

No Limite...de mim

Doce amanhecer que embala quem desperta com a força de enfrentar o dia que acorda.

Mas acordo no limite dos meus limites …

O dia está negro e a luz do sol não brilha.

Cada gota de chuva que me bate na vidraça, fere-me a alma…ping…ping…acorda…acorda.

Levantar numa dúvida de um dia que se espera sem alegrias.

Estou no limite…tudo me incomoda.

Quero um olá sincero do vizinho rancorozo. Quero um brilho no céu que me guia a um sonho …talvez perdido.

Preciso do beijo mais verdadeiro , da palavra mais amiga…

Quero apagar o medo do engano…acreditar nem tudo é mau.

Ter a certeza no coração que as gotas são de chuva e não lágrimas perdidas num labirinto de limites.

Sentir…sentir…o meu limite nas poucas verdades que sinto.

Hoje estou no limite de mim…



By me

Isa

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Viagem ao Limite do Infinito...

L eio meus pensamentos que me acordam a vontade

I ntensa em que me perco desejando
M e entregar em teus braços
I nquietar meu corpo no desejo
T omar-te num sorvo que se faz urgente
E ntregar-me ao momento


D
O


I ntensamente em lúxuria perdidos
N um prazer de corpos audazes
F icar em teu corpo rendida
I ncapaz de fugir ao toque
N ecessidade urgente de um beijo
I ncontrolável vontade de amar
T alvez encontre meu infinito
O posto do meu limite




TU...

By me
Isa
29/11/2010






sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Meu amanhecer selvagem...


Ergo-me de uma noite perdida nos teus braços …
Aquecida pelo fogo do teu amor, onde o tempo não existe e as horas não nos despertam. Abro os olhos e vejo a marca deixada pelo desejo no espaço que se estende ao meu lado…
E respiro a paixão que o ar ainda não absorveu por ser tão intenso.

E não quero acordar…

Nego-me a levantar …

Recuso-me a abandonar este sonho que ainda sinto na pele e me preenche a insanidade dos desejos…não quero colocar os pés no chão e enfrentar o mundo que me espera.

Não vou…

Escondo-me debaixo dos lençois ,esqueço que tenho um mundo furioso lá fora que me devora a vontade de viver …

E fico …

Fico sentindo o calor de um sonho…o aperto de um desejo…
E afago a almofada que foi tua…esta noite no limiar da realidade…

Respiro fundo …
Procuro bem lá no fundo …

Uma força quase apagada…

By me
Isa

26/11/2010

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Porque me apetece e pronto...




Deixar o toque livre de uma mão sedenta de desejo ,

sem pressa de chegar ao fim.

Dar ao beijo a pele arrepiada de um acarícia que se fez urgente,

e em mim nasceu.

Amar-te sem limites de um tempo que se quer parado.

Desejar-te nas curvas de um corpo ,

que se deixa conduzir lentamente pelo teu querer.

Amar...Amar...Amar...

Porque me apetece ....e pronto

By me
Isa
17/11/2010

SEM MARCAS...quero



Sinto na pele a raiva dormente de quem apenas sente …

O desejo de um grito que não sai.


Sinto a lágrima que queima adormecida …

Que em silêncio cai no abismo do meu ser.


Sou a vontade de um querer já esquecido …

Que de mim e em mim se perdeu .


Sou a paixão loucamente aquecida …

Num lume brando que é teu.


Sou o beijo molhado num acto acariciado…

Que na tua boca foi desejado e adormeceu.


Sente a sombra de um passado tão presente…

Tão marcado a ferro e fogo que queima.


Sente a boca que te procura…

Rendida ao sabor que provou.


Sente a urgência de um ser…

Que se espreguiça num futuro que é teu.


Dá-me o doce delírio num corpo escondido…

Que em mim acordou.


Dá-me o beijo que me acorda o desejo…

Deixa que o meu corpo seja teu.


Dá-me o calor que tua pele tem…

Sem marcas de um passado…

Sem marcas.


By me
Isa
16/10/2010


TALVEZ....um dia



Talvez não saiba nada da vida, talvez nada tenha vivido ainda, talvez esteja a nascer e nada sei deste mundo.

Talvez um dia seja feliz, talvez um dia faça o que sempre quiz , talvez não saiba ser feliz.

Talvez o meu dia seja pequeno para tanto que quero, talvez seja pouco o que tenho no meu dia.

Talvez o mundo lá fora não me conheça, talvez eu não saiba estar no mundo que me espera.

Talvez a força de hoje seja a minha fraqueza de amanhã, talvez nunca tenha o que sonho.

Talvez chore todos os dias porque não sou ninguém, talvez o meu sonho seja triste porque é a preto e branco.

Talvez ser feliz um dia...talvez sonhar a cores...

Talvez um dia encontre o meu arco-íris...

Talvez...

Talvez...não saiba ser feliz.

Talvez...tanta coisa ...um dia.



By me
Isa
4/11/2010


HOJE...não

Aquele dia que já não sentia algum tempo...porque sinto muito o ontem,o amanhã...mas o hoje fujo sempre e não quero sentir.

Não quero acordar hoje ...amanhã seria bom...talvez ..ou talvez não.

Mas acordar amanhã adia o meu hoje ...não vou pensar nele. Vou tentar passar por ele sem que o desperte...passar despercebida, talvez não me veja e consiga chegar rápido ...amanhã.

Quando o amanhã chegar..não quero lembrar o Hoje..talvez o ontem...ou talvez não.

Quero o meu amanhã ...hoje.



By me
Isa
4/11/2010

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

DESPE-ME DO SONHO...veste-me de realidade

Despe-me...
Quando me deito e meu pensamento é teu...
Limiar de uma vontade que se faz urgente...

Veste-me...
De ti quando me tomas no calor da tua pele...
No toque teu que me inunda de desejos acariciados....

Despe-me...
De um sonho colorido que te pinta em mim...

Veste-me...
Das tuas cores inventadas....

Despe-me...
De um amanhã distante...

Veste-me...
De um hoje urgente...



By me
Isa

31/10/2010

sábado, 30 de outubro de 2010

QUANDO O CALOR...me toma

Está um dia mais frio que o habitual, o Outono já não passa despercebido.
Acendes a lareira com fogo intenso, acendes o desejo… as chamas me aquecem por dentro e me entrego na magia do momento que é nosso.

Dou um golo no copo que me entregas enquanto me beijas o pescoço…
E as roupas se tornam pesadas …
O toque da tua pele se torna urgente …

O beijo se torna ousado…

As mãos se viciam em ti…

Os corpos se buscam no calor…

Não importa o frio que faz lá fora…porque aqui neste momento…
Está um calor …
infernal

By me
Isa
29/10/2010

O SILÊNCIO QUE O MUNDO NÃO CALA....

Silênciosa corre a minha alma numa estrada que a vida cala.
A cada passo dado se embrenha num universo que a vida não conhece....

Louca de vontades...

Desejos contidos...

Paixões desabrochadas...

Sentir o sol no coração...

Corre o sonho perdido na grandeza do sentimento que bate cá dentro,
no descompasso de um coração que anseia sentir o mundo...como se não houvesse outro mundo para ser vivido. E bate loucamente em sonhos idealizados...e corre para o mundo que a espera ...morrendo de medo do silêncio que este não cala.
Mas querendo tanto..

Esse silêncio...

By me
Isa
27/10/2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A(MAR)...A(MAR)...há ir e voltar num sonho

Amanhã despertou primeiro que eu....brincou no cabelo que me caia sobre os olhos .

Pegou meu sonho pela mão e o levou pelo dia que brilhava lá fora, e disse ...

“Vem , voa comigo nesse horizonte cheio de magia”.

E o vento me susurrou teu nome de mansinho, com medo do sonho me acordar.

E nesse a(mar) me lancei, desejando o meu coração abrir as mil emoções que o a(mar) nos tras...em busca do horizonte onde se perde a minha ilha que eu pensava perdida. Bem lá ao fundo vislumbro no brilho do a(mar) o reflexo da minha alma .

Alma sonhadora ...demais eu sei...

Mas em cada amanhecer o meu sonho vou levar nesse a(amar)...
By me

Isa

26/10/2010

terça-feira, 26 de outubro de 2010

PÁRA O TEMPO...no tempo em que te amo


Acendi as velas do nosso sonho, enchi a banheira de lúxuria e o aroma de desejo no ar te denuncia…

Entro neste banho de intensidades insanas…

Prazer escaldante na espuma que me cobre.

Perfumas o banho em que mergulho e entrego-me nas tuas mãos.

Fantasias de tabus despidas se perdem em nossos desejos …realizamos o que há muito nossos corpos mendigavam…e sacio minha fome de ti.

O desejo é teu e meu…

Entra no banho…sente a agua que te devora e o meu corpo que te espera.

Pára o tempo no tempo em que te amo…

By me

Isa

25/10/2010

INVENTO-TE...entre lençois


Sinto a brisa que deixas passar por essa porta que abres, meu corpo dá sinal num arrepio que o percorre, quase sentido por antecipação o calor do teu corpo junto ao meu.

Doce chegas bem perto, me acaricias com o teu olhar.

Susurras aos meus ouvidos palavras que me atiçam o desejo...e um formigueiro se instala em mim...quando teus dedos lentamente deslizam pelo meu colo ...

Sentindo meus contornos....

Eles sabem o que fazem.

Ainda no calor dos lençóis de uma noite sem ti...

Olho-te ...

Nossos olhares se devoram, e não escondo que te desejo ...

E faço-te desejar ...

TU sabes...

Vem.

Apenas tuas palavras me seduzem...mas o jogo começou ...o sussurrar de doces caricias, as mãos que se buscam, corpos que se entralaçam,teus movimentos experientes...

Não quero mais resistir...

Tua boca se apodera de mim num beijo...fecho os olhos...

E sinto o teu poder sobre mim...fazes-me sentir a minha nudez...

Provocador...

Provocas-me...

Seduzes-me...

E sinto, a lingua que húmida me percore o lábio, deslizando pelo lábio superior...terminando num mordiscar suave no inferior...e suave num reconhecimento de toda a minha boca..quente se apodera e busca a minha que te anseia...

Tuas mãos experientes tocam cada milimetro da minha pele, fazendo-me desejar o desconhecido...

Respiro-te...

Na paixão quente que se faz nossa...

No momento inventado do nosso desejo...

Nos movimentos de um querer que se faz urgente...em mil sensações sentir fluir por nossos corpos...

Invento-te no meu silêncio...

By me

Isa

24/10/2010




quarta-feira, 20 de outubro de 2010

JÁ NÃO TE ESPERAVA....mas ainda bem que vieste

Chegas de mansinho ao meu coração
Dia a dia fazes mais parte de mim
Jogo nas letras toda a minha emoção
Quando sinto meu beijo em ti

Já não te esperava…

Tão leve vai levado pelo vento
O beijo doce que envio á tua boca
Chegará este doce beijo a tempo
De sentir o amor que dela brota

Já não te esperava…

Mas teu dia tornou-se o meu
Quando me acordas da noite adormecida
O teu dia pinto intensamente no meu
E a manhã acorda mais colorida

E chegas-te tu…

Que alegras a minha existência
Num sonho de amor fantasiado
Que no tempo da vida se perdia
E chegas tu sem ser anunciado

Já não te esperava…
Mas ainda bem que vieste.

By me
Isa

19/10/2010

sábado, 16 de outubro de 2010

Sombras de mim...

Sombras rodeiam esta vida
Em busca de uma luz no horizonte
Nagevam tristes nas lágrimas derramadas

São sombras das alegrias outrora vividas.
Que choram em cada alegre madrugada
Por a sua beleza não consegui ver

Choram cada dia passado
Por não o poder esquecer

Cada presente sofrido
Sonhando com o que anseia ter

Choram um futuro desejado
Temendo as sombras que irá ter

Sombras de medos
Serão só sombras
Apenas isso
É o que vai ser…

By me
Isa
14/10/2010



quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Meu Arco-Íris

Acordo …
e olho para o dia que vem aí, e me assusta o nada que vejo.
 Este dia que me enfraquece pelo vazio presente tão cheio de incertezas.
Na curva do tempo onde procuro a felicidade merecida…sim porque acredito que também mereço ser feliz…
sorrio…
 e busco meu arco-íris. Onde tu conheces as minhas cores preferidas.
 E chegas…e o pintas com a tinta mais colorida que o sentimento tem e o amor é capaz de fabricar.
E dás cor ao meu dia tão cinzento … e hoje meu coração está de rosa pintado, a cor do beijo suave que me acorda para este mundo.

Sim…porque eu também mereço ser feliz.

By me
Isa
13/10/2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Talvez amanhã...porque hoje não...

Hoje poderia estar feliz …mas não estou
Hoje poderia ter-te aqui…mas não tenho
Poderia chorar outras vez…mas secou
Poderia amar de novo…mas me contenho

Queria iluminar meu dia…mas a luz apagou
Queria voar deste pesadelo…mas não consigo
Ser fantasia realizada…mas a vida não deixou
Ser o sonho sonhado…mas não encontro meu abrigo

Hoje o dia não tem luz …embora não pareça
Hoje procuro o meu mundo…não encontro
Amanhã quero ser feliz…onde tudo começa
Amanhã terei amor …será meu reencontro

Mas hoje nada tenho
Apenas os sonhos…


By me
Isa
12/10/2010



segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Encantamento....


Deixo-me levar no encantamento
De um leve e doce murmurar
Escuto dentro do pensamento
Tua voz que me veio beijar

… Beija-me

Dentro do infinito do meu ser
Um turbilhão de emoções desencadeou
Quando teu calor desejei ter
No silêncio deste ser algo mudou

…Beija-me


By me
Isa
11/10/2010

domingo, 10 de outubro de 2010

Ventos de longe...mas tão perto

Chegas na brisa envolvente
De uma manhã fresca de Outono
Tormas o meu dia mais sorridente
Quando entras no meu sonho

Trazes o aroma doce da paixão
Nas palavras sinto o desejo
A fantasia crescente em ebulição
Que se solta no Teu e no Meu beijo

Quero essa brisa em mim
Que solta a fantasia guardada
Transbordando sonhos sem fim
E me faz sentir beijada

Longe , bem longe a realidade
Sinuosa nas entrelinhas de um verso
Quase se torna de verdade
Quando fecho os olhos e em ti penso

Ventos de longe que são meus
Trazem uma entrega urgente
Bem guardados beijos teus
Que eu recebo timidamente

Beijos teus…
Meus beijos…
Soltos num sonho meu…
Guardados na tua fantasia…
Que o vento sussurra…
Com pressa de chegar um dia…
Na minha…
Na tua…
O beijo

By me
Isa

TELA DE SONHOS PINTADOS

Pinta-me numa tela de mil cores
Inventa-me no sonho desejado
Em cada cor cria a fantasia
Em cada traço um beijo dado
Arco-iris de paixão desenhado
Delineia-me o desejo em cada contorno
Descobre a cor que me aquece
Pinta-me com o coração
Abraça-me com o rosa doce
Acaricia-me com vermelho fogo
E o pincel na tela gemendo
E num traçado apaixonado
Serei o teu amor
Nunca antes desenhado

By me
Isa
4/10/2010

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Murmurios Soltos

Passam sem aviso estes momentos em que te sinto na pele, o calor de um respirar que me percorre o corpo e me deixa sem minha própria respiração. Esta lembrança perdida no tempo mas que o corpo se nega a esquecer ,esquecendo que eu não quero lembrar na saudade que doi.

E lembro…

Tuas mãos sedutoras, possuidas por um desejo intenso que percorrendo cada pedacinho do meu corpo largam murmurios de sedução em cada canto que vibra.Teu corpo que me ama docemente se cola no meu ávido de ti , e me pedes " deixa-me te amar ".

Enquanto tua boca sedenta de desejos adiados, me sussurra palavras de paixão ao ouvido terminando na minha boca num beijo de linguas atrevidas que se tocam devagar e se acariciam ...

E te saboreio em mim...

em murmurios soltos de lembranças plenos de desejos.

Desejo-te...

By me
Isa
21/09/2010



Perde-te comigo

Me perco no silêncio do momento, olhos fechados sinto apenas a tua respiração, próxima, bem próxima, igual uma brisa que me acaricia o pescoço. Me tomas em teus braços, nossos corpos se aconchegam como se tivessem vida própria, se conhecem muito bem. E me perco nesse momento de prazer silêncioso, apenas sinto, e meu corpo também.
Perde-te comigo...
Para que apenas encontres o meu beijo que te deseja e devora na provocação.
Perde-te comigo...
Para que sintas o fogo da paixão que arde e só tu sabes apagar.
Perde-te comigo...
Para que eu te encontre nas caricias perdidas no meu corpo.
Perde-te comigo...
E deixa nossos corpos dançarem colados no som do desejo.
Perde-te comigo...

By me
Isa
20/09/2010

Tempo teu e meu...nosso


Tempo de loucura que desejamos,

... que se fez á nossa maneira
... perdido no prazer
... encontrado nos momentos que partilhamos.
... em que nos ama-mos
...seduzida no teu desejo
...amante do meu prazer
... perdidos para o mundo
...no nosso infinito
... por nós encontrado
... desejado de tanto esperado
... do teu tempo
... do meu tempo
... em segundos transformado
...passado
... de saudade
... em que te quero
... em que tu

... em que eu
... em que nós os dois
... nosso
... tempo de amar

By me
Isa
16/09/2010

Silences...

                                               Deixa-me ficar num quartinho da tua memória
Onde eu me aconchego e me sinto mais perto de ti.
Deixa que o amor exista num tempo sem fim
Num espaço só nosso onde só tu e eu existimos.
Deixa que eu ainda sonhe com o teu perfume
Como te sentisse chegar para me amar de novo.
Deixa que o desejo se imponha á vontade
E os sentidos me enganem quando fecho os olhos e ainda te sinto.
Deixa que mais uma vez diga que te amo
Mesmo sabendo que estás longe .
Deixa que no meu silêncio faça eco
Quando dizes que me amas.
Deixa o silêncio marcado....
Por ti ...
Sempre...
Eu ficarei aqui..
No meu silêncio que me acorda todas as manhãs.

By me
Isa
16/09/2010

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Tem dias...

São pedaços de alegria atados na tristeza, noites escurecidas porque a luz se deitou e me deixou só com as minhas certezas repletas de incertezas … e rabisco versos sem rima , porque essas hoje não saiem.Aqui num canto comigo e com uma réstia de luz que me ilumina o coração , acordo os medos em mim fragmentados e tento-os unir para seguir em frente. É o tempo que não pára .Mas tem dias que desejo que pare…o meu tempo.

By me
Isa
14/09/2010

domingo, 12 de setembro de 2010

Pele com Pele


Aconchego de um momento que se sente e não tem explicação, quando o calor nos percorre e um simples respirar fundo que louco se transforma em gemido e sussurra prazeres. Quando o cheiro nos enfeitiça num doce desejo que cresce , nos arrebata, nos toma e nos esquecemos do mundo lá fora.
Chegas…tocas…
Sentes…
Calor…
Desejo…
Vontade…
Sedução…
Loucura…
Pele…
Beijo…
Desejo…
Outro beijo…
Pecado…
Lingua …
Doçura…
Sensual…
Sinto…
Toque…
Pele com pele…
Suor que desliza…
Gemido contido…
Teu…
Meu…
Nosso…
Prazer…

By me
Isa

Hoje...

Hoje…te tomei nos meus segredos
Te bebi nas minhas loucuras
Me me deixei levar pelos teus dedos
Sobrevoei o prazer bem nas alturas

Hoje… subi no meu extase
transbordei meu copo de ti
Me deixei de um sempre “quase”
Dos meus medos me despi

Hoje…meus receios ficaram á porta
Me envolvi de doce prazer
Passado é uma sensação remota
Hoje nada nos conseguiu deter

Hoje …foste meu na sedução
Numa vontade …
Num querer…
Desejo…
Meu…

By me
Isa

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Grito do silêncio...

Porque hoje meu silêncio quis gritar
E no murmurar de um abraço ausente
Que pelo meu corpo quis vaguear
Eu senti o grito da saudade

Porque hoje o silêncio falou
E me provocou com as memórias
Me trazendo á lembrança esquecida
Prazeres que o silêncio calou

Porque hoje o silêncio me provocou
Mas logo de novo foi silênciado
O grito dado foi calado
E as memórias
Fechadas
Sózinhas…
No silêncio…

By me
Isa
09/09/2010









terça-feira, 7 de setembro de 2010

Batalhas minhas...

Invento-me em cada amanhecer , quando o sol nasce e me pede para acordar.Já não é hora de sonhar , a noite se foi e o sonho que me embalou á luz da lua adormeceu .Está na hora de levantar , enfrentar meus medos, anseios , receios ,tristezas e alegrias ,está na hora da minha realidade.
Aquela que me toma e me joga num campo de batalha, aquela que não se compadece e me abandona neste mundo.Mundo este que eu não quero …
Quero voltar a dormir , quero a minha lua , quero o meu sonho, esse eu conheço cada canto , cada vontade, cada desejo do que quero na realidade.
Mas… até poder ter meu sonho de volta , tenho que enfrentar minha realidade nua e crua.Cada acordar, cada lágrima , cada suspiro , até quem sabe encontre alguma alegria que me lembre que também posso sonhar acordada.

By me
Isa

Este momento é nosso...

Preenche meu desejo, onde me encontro e deixa que tua vontade se solte no meu corpo. Nesta emoção do prazer que me invade , eu me entrego nas tuas mãos que me percorrem e me fazem sentir querer mais em mim .E me rendo.

Este momento é nosso .

Desejo-te

By me

Isa

07/09/2010

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Não sonhes tanto...


Vontade de ganhar , sem saber que já se perdeu.

Um desejo de recomeçar ,sem enxergar que o fim chegou sem aviso , entrando porta dentro com pressa de ficar se instalando em cada canto do meu ser , como se quizesse ter a certeza que foi notado.
A sensação de perda de um nada que se teve. Uma conquista que se perdeu. Um olhar que entrestecido num horizonte de sonhos. Uma vida perdida numa estrada de ilusões. Um querer uma vitória numa batalha desigual , onde o tempo não perdoa. Onde o amanhã se perde no desconhecido e o presente é aquele em que vivo e me transformo quando busco meu nada em um passado sem futuro.
Uma mão cheia de grandes ilusões , um coração cheio de sonhos, uma sensação de incompreensão neste mundo que me passa ao lado , me olha sem me tocar , me dirige sem me querer , me toma e me joga fora. E me faz sentir que este não é o meu mundo.
E este sonho acordado afinal se deita em lençois de realidade ,que me sacode a cada adormecer e não me deixa ter o sonho só meu.
Sonhando ...sonhando...acorda...acorda...
Este mundo não é feito de sonhos , este mundo é feito de vontades ,desejos , quereres...
Este mundo é de quem agir mais que sonhar ,pois só assim o teu sonho valerá a pena.
Não sonhes tanto....

by me
isa

domingo, 29 de agosto de 2010

Apenas sentires.....de Alma

Teu beijo
Sedento do meu
Teu jeito
Buscando o que é teu
Ama-me
Dedilha meu corpo
Sente
Meu meu amar louco
Dá-me
Teu sentir mais profundo
Dou-te
Todo amor do meu mundo
És
O desejo que transborda
Sou
O teu amor e nada mais importa

By me
Isa
29/10/2010

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pedaços de Alma

















FRÁGIL CORAÇÃO SONHADOR
PORQUE NÃO ME GUIAS COM CUIDADO
NÃO ME ENSINAS-TE QUE O AMOR
TAMBÉM TEM O SEU NEGRO LADO

PERDI-ME NESTA ESTRADA
QUANDO PENSEI SABER O CAMINHO
ENTREGUEI MINHA ALMA
E A PERDI EM PEDACINHOS

ALMA MINHA APAIXONADA
EM PEDAÇOS PERDIDA……………….
ALGUM DIA A VOU ENCONTRAR

By me
Isa
26/08/2010

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Despues de ti ya no hay nada




Podia ser só hoje
Mais uma vez ter o teu abraço
Aninhar-me no teu peito
Perder-me do cansaço

Podia ser só hoje
Mais uma vez sentir o teu beijo
A sensação desse calor
Deixar crescer o desejo

Podia ser só hoje
Mais uma vez tocar o teu cabelo
Percorrer-te com meus dedos
Sentir o teu arrepio

Podia ser só hoje
Mais uma vez tua pele na minha
Trilhar caminhos
Provocar a loucura

Mas hoje tu não estás…

Amanhã talvez
Tu me desejes como eu a ti
Amanhã talvez
O meu beijo seja irresistivel
Amanhã talvez
Tu digas...”podia ser hoje”

E serei mais uma vez tua …no hoje de amanhã

By me
Isa






domingo, 15 de agosto de 2010

Saudade...

Aquela que sinto,


Quando a memória me traz á boca o sabor do teu beijo.
Quando o meu corpo estremece como se ainda o teu toca-se.
Esse sentimento cruel de tão triste ainda assim me lembra
Como fui feliz
saudade dos teus beijos,
que me envolvem numa carícia
saudades dos teus dias sensiveis...intensamente sensiveis
saudades de ti , quando te entregas te
saudades de mim , quando fui tua
saudades...apenas
ainda assim feliz ...porque um dia
em um momento...tu foste meu e eu fui tua
saudade do teu beijo que me despertou

mas ainda assim…

feliz por ter esta saudade

by me
Isa
11/08/2010